Modelos de roteiros EaD para cases

O Designer Instrucional atua em várias etapas de um projeto. Na etapa de execução, uma das tarefas do DI é construir roteiros EaD que viabilizam estratégias de apresentação de conteúdo. Para quem está começando a atuar na área e precisa de referências, aproveito para compartilhar dois modelos de roteiros para produção de aulas/objetos/casos situacionais. Se você é professor(a), também pode usar os roteiros para desenvolver casos situacionais que ilustrem o conteúdo de sua aula.

Modelo para roteiro – tradicional

Ao abrir os arquivos, você perceberá que cada modelo apresenta alguns trechos de determinado conteúdo que sugerem o desenvolvimento de um caso situacional. A intenção não é apresentar casos completos, mas sugerir uma estratégia para a construção de roteiros. Por isso, foque sua atenção às ideias e não à história em si (até porque elas não fazem muito sentido, apenas dão uma direção).

O primeiro modelo é mais “tradicional”, é inspirado nos formatos de roteiro produzido para cinema ou propagandas e apresenta 3 campos principais: descrição do contexto, texto (balão de fala ou narração) e uma sugestão de imagem para apoio/referência.

modelo1Clique aqui para download do modelo_roteiro1

Modelo para roteiro – detalhado

O segundo modelo apresenta os elementos do primeiro, mas abrange detalhes de navegação e outras questões importantes quando se trata de roteiros para produção de mídias em flash, por exemplo.

modelo1
Clique aqui para download do modelo_roteiro2

Os modelos de roteiro disponíveis neste post foram desenvolvidos a partir das necessidades do dia-a-dia e também servem como base para a produção de novos roteiros. Aprimoramentos ou adaptações são necessárias de acordo com o objetivo instrucional que é definido para cada conteúdo.

Se você desenvolver outros modelos e quiser compartilhá-los, envie-me por e-mail e disponibilizarei aqui no blog para download.

Espero que os modelos sejam úteis!

Abraços,

Grayce

4 comentários sobre “Modelos de roteiros EaD para cases”

  1. Olá Grayce, bom dia!

    Estava analisando seu post sobre estes modelos de roteiros para cases, no caso o 1º Modelo seria para um tipo de “curso” mais estático, como por exemplo aulas em power point?

    Desculpe se a pergunta foi incoerente, mas também faço Pedagogia e pretendo me especializar em Design Instrucional. Sempre que posso visito seu blog para saber se tem mais novidades rs.

    Desde já agradeço!

  2. Oi Everton! :)

    Os dois modelos serviriam para produção de casos situacionais em flash, por exemplo. Porém, também poderiam se adaptar à outras ferramentas.
    A escolha do estilo de roteiro depende principalmente do conteúdo que você pretende roteirizar. Se o seu conteúdo precisa de muitas imagens de referência (como fluxos, tabelas, gráficos), você pode fazer o roteiro direto no PowerPoint. Porém, se é mais voltado a uma história (como um caso situacional ou conteúdos mais teóricos que podem ser utilizadas narrativas) o roteiro produzido nos formatos que compartilhei serviriam muito bem!
    E se você se vira bem utilizando ferramentas de autoria – como o PowerPoint – você mesmo pode produzir a mídia! No próximo post quero dar algumas dicas em relação à isso, caso tenha interesse.

    Espero ter ajudado! Fico feliz com a sua visita e caso tenha possibilidade, em agosto iniciará uma pós-graduação na UFSC em Design Instrucional para mídia digital. Vale a pena dar uma olhada!

    Abraços e até breve!

  3. Grayce, obrigado pela resposta, esclareceu minha duvida.

    Fico ancioso no aguardo de novos posts. Achei muito boa a pós-graduação que me indicou, ainda estou no 3º período mas estou começando desde já a focar na minha formação em Design Instrucional.

    Aproveitando o post, gostaria de saber como está o mercado para o DI em sua opinião, moro aqui no ES e não estou conseguindo nenhum tipo de estágio voltado para esta área. Tem alguma dica de como eu posso ir “praticando” o DI mesmo sem estágio? Para que eu possa ir ganhando experiência ao longo do meu curso?

    Desde já agradeço,

    Abraços!

  4. Oi Everton!

    Realmente o estágio seria um ótimo caminho… No estágio poderá entender como se desenvolve um projeto de educação a distância na prática. Continue procurando estágio, entre em contato com empresas na área e permaneça presente, para que não se esqueçam de você. O estágio poderá abrir portas…
    Sugiro que enquanto isso siga estudando sobre o tema e procure fazer alguns testes em casa. Posso dar algumas dicas sobre desenvolvimento de objetos de aprendizagem (estou fazendo um template pra compartilhar, nos próximos dias pretendo postar aqui no blog). Procure um espaço para compartilhar o que fizer (utilize as redes sociais a seu favor). Assim como empresas de outros setores, o empregador vai se interessar em saber o que você sabe produzir.
    Mantenha contato com as pessoas da área, porque elas poderão te dar dicas e até indicar alguma vaga a você.
    Eu acho que você já está na frente por ter colocado foco no que quer. Já tem um objetivo, agora é só criar estratégias para alcançá-lo e ter paciência, porque pode levar um tempo para colher os frutos do seu esforço ;)

    Abraços e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *